Após a leitura, classificarei os livros assim:
Péssimo [0] Ruim [*] Regular [**] Bom [***] Muito Bom [****] Excelente [*****]

A Providência e a sua realização histórica (****)



Heber Carlos de Campos
Editora Cultura Cristã

679 páginas

"Deus se apresenta na Escritura Sagrada como o criador que se preocupa com aquilo que criou. Portanto, a doutrina da providência trata de todos os atos externos de Deus posteriores à criação. Somente as coisas que vieram à existência é que são objeto das obras providenciais de Deus.
Estas opera ad extra são a execução temporal e sucessiva do seu plano eterno. Este segundo volume da Coleção Fé Evangélica trata da obra providencial de Deus da forma como a Escritura a apresenta e será de grande ajuda para os que desejam conhecer melhor o seu Senhor" (4a Capa).

Confrontações Pressuposicionalistas

Vincent Cheung
Monergismo.com
Íntegra do livro em português disponível gratuitamente em
www.monergismo.com/wp-content/uploads/confrontacoes_press_cheung.pdf

"Começando com uma discussão sobre o papel das pressuposições em nosso pensamento, o primeiro capítulo mostra que todos os argumentos são, no final das contas, estabelecidos somente apelando-se à validade dos nossos primeiros princípios. Então vem uma exposição do encontro de Paulo com os atenienses em Atos 17, que mostra como o apóstolo confrontava as religiões e filosofias não-cristãs, e como podemos espelhar sua postura quando fazendo apologética e evangelismo hoje. O último capítulo inclui exortações para fazer apologética bíblica com maior agressividade".

Os Dez Mandamentos (****)


Arthur W. Pink
Publicações Monergismo


"Existem duas coisas que são indispensáveis à vida do cristão: primeira, um claro conhecimento do dever; e segundo, uma consciênciosa prática do dever correspondente a esse conhecimento. Como não podemos ter uma bem firmada esperança sem obediência, assim também não podemos ter uma regra segura de obediência sem conhecimento. Embora possa haver conhecimento sem prática; todavia, não é possível a prática da vontade de Deus sem conhecimento. Portanto, para que pudéssemos estar informados do que devemos fazer, e o que devemos evitar, agradou ao Soberano e Juiz de toda a terra prescrever para nós leis para o regulamento das nossa ações. Quando tínhamos miseravelmente desfigurado a Lei da natureza, originalmente escrita em nosso coração, de modo tal que muitos de seus mandamentos não eram mais legíveis, pareceu bem ao Senhor transcrever essa Lei nas Escrituras e nos Dez Mandamentos temos um sumário da mesma" (4a. capa).

Apologética no Diálogo (***)


Vincent Cheung
Pulbicações Monergismo
www.monergismo.com


"Este pequeno livro apresenta vários princípios importantes na apologética bíblica que aumentam o desempenho e eficácia do cristão quando defendendo a fé em cenários informais. Esses princípios frequentemente negligenciados parecem simples, mas são as armas divinas que Deus nos deu para assegurar nossa vitória em confrontações espirituais e intelectuais contra incrédulos e blasfemos." (Sinopse da Editora)