Após a leitura, classificarei os livros assim:
Péssimo [0] Ruim [*] Regular [**] Bom [***] Muito Bom [****] Excelente [*****]

A Narrativa de Arthur Gordon Pym [****]






Edgar Allan Poe
Cosac & Naify
320 Páginas


"Publicado originalmente em 1838, este é o único romance do grande contista norte-americano Edgar Allan Poe (1809-1849), primeiro escritor a influenciar os rumos da literatura além das fronteiras de seu país. Gordon Pym, capitão de um grande veleiro americano, narra o motim e o massacre ocorridos em seu navio durante rota pelos mares do sul, e as terríveis aventuras da tripulação sobrevivente após seu resgate por uma escuna inglesa. A edição traz ensaios de Dostoiévski e Baudelaire inéditos no Brasil"


Torturado Por Amor a Cristo [****]



Richard Wurmbrand
Voz dos Mártires 
160 Páginas


"O Pastor Richard Wurmbrand foi o pastor evangélico que passou quatorze anos como prisioneiro dos comunistas, torturado em sua própria terra natal, a Romênia. Poucos nomes são tão conhecidos naquele país, onde ele é um dos mais reconhecidos cristãos, como líder, autor e educador.
Em 1945, quando os comunistas tomaram o poder na Romênia e tentaram submeter as Igrejas aos seus propósitos, Richard Wurmbrand imediatamente deu início a um ministério “subterrâneo” – eficiente e vigoroso – destinado à pregação do Evangelho tanto a seus compatriotas escravizados quanto aos soldados russos que invadiram o país. Foi preso em 1948, com sua esposa, Sabina, que cumpriu pena de trabalhos forçados por três anos, no Canal do Danúbio. O Pastor Richard passou três anos na solitária, sem ver ninguém a não ser seus torturadores comunistas. Depois foi transferido para uma cela comum, onde as torturas continuaram por mais cinco anos.
Devido a sua posição internacional como líder cristão, diplomatas de embaixadas estrangeiras questionaram o governo comunista acerca da segurança de Wurmbrand, dizendo que ele fugira da Romênia. Agentes da polícia secreta, fingindo-se de ex-companheiros de prisão, disseram a Sabina terem assistido ao funeral de seu marido no cemitério da prisão. Recomendaram à família na Romênia e aos amigos de outros países que o esquecessem, porque já estava morto.
Após oito anos e meio de prisão, ele foi libertado e imediatamente retomou seu trabalho com a Igreja Subterrânea. Dois anos depois, em 1959, ele foi preso mais uma vez, e sentenciado a vinte e cinco anos de prisão.
Wurmbrand foi libertado quando de uma anistia geral ocorrida em 1964, e novamente continuou seu ministério clandestino. Levando em consideração o grande perigo de ser preso pela terceira vez, cristãos noruegueses negociaram com as autoridades comunistas sua permissão para deixar a Romênia."

Além do Planeta Silencioso - Trilogia Cósmica - Vol. I [***]







 
C. S. Lewis
Editora Martins Fontes
220 Páginas


"É o primeiro livro da Trilogia Cósmica de C. S. Lewis, escrita nos tensos momentos que antecederam a Segunda Guerra Mundial e que foram concomitantes a ela. É uma parábola de sua época que acabou por resistir ao tempo e que tem sido apreciada por sucessivas gerações não só pela importância de seu conteúdo moral como também em razão da maravilhosa narrativa.

Para o papel principal da trilogia, C. S. Lewis criou aquele que talvez seja o personagem mais memorável de sua carreira - o brilhante filólogo Elwin Ransom, uma pessoa objetiva, veemente e corajosa - inspirado no amigo J. R. R. Tolkien; nada mais justo, pois, no que se refere à amplitude imaginativa e à integridade criativa não de um, mas de dois mundos imaginários, a Trilogia Cósmica só foi igualada, no século XX, à trilogia tolkieniana de O Senhor dos Anéis.

Os leitores que na infância se apaixonam pela série fantástica das Crônicas de Nárnia invariavelmente apreciam a Trilogia Cósmica quando ficam mais velhos. Também ela apresenta mundos estranhos e mágicos onde se travam combates épicos entre as forças da luz e as das trevas e é uma das obras mais extraordinárias da literatura inglesa de todos os tempos".

Nossa Cultura... ou o Que Restou Dela [****]




Theodore Dalrymple
É Realizações
400 Páginas


"Polêmicas. Tabus. Cultura. Arte. Sexo. Medicina. Política. Literatura. Atualidades. Estes são alguns dos temas que compõem este livro, uma reunião de 26 ensaios contundentes e também sensíveis, que lembram a obra de George Orwell e apresentam a inconfundível lucidez de Theodore Dalrymple sobre a condição humana. O autor se vale de interseções com a obra de Shakespeare, Virginia Woolf, Alfred Kinsey e Karl Marx, dentre outros pensadores e escritores, para abordar a tendência humana universal para a destruição; o colapso de hábitos e costumes; os efeitos de se tentar consagrar a felicidade pessoal como um direito político; a degradação dos relacionamentos pessoais depois da remoção de todas as restrições sexuais; o significado de barbárie e como ela vem invadindo o Ocidente. Da legalização das drogas ao desmoronamento do Islã, de adultos que insistem em permanecer na adolescência a jovens que se tornam adultos precocemente, pouca coisa escapa às observações de Dalrymple". 

Esquecidos e Superestimados [****]





Rodrigo Gurgel
Vide Editorial
Formato Kindle
216 Páginas

"Rodrigo Gurgel, diga-se, não escreveu esta obra com o intuito ranzinza de resgatar autores desconhecidos contra os escritores que se tornaram celebridades, o que seria outra forma de manifestar a sanha de originalidade dos modernistas, sob disfarce de arqueologia crítica. Está se falando, sim – pautado em princípios pedagógicos e de independência crítica, sem as comodidades ideológicas –, de ter curiosidade por saber o que foi produzido, de querer saber o que realmente diz o texto".

Uma Introdução à Filosofia Cristã





Gordon H. Clark
Editora Monergismo
164 Páginas


"Julgo que Gordon Clark foi, de longe, o maior filósofo cristão do século XX. Fui seu estudante na Universidade de Butler. Ele era especialmente admirável em Filosofia Antiga e Filosofia da História. Expressava com muita clareza o fluxo argumentativo do pensamento de um filósofo e o ponto de sua autocontradição, o motivo para então se voltar para o pensamento cristão a fim de ressaltar quão coerente ele é. Clark foi o líder de muitos de nós, mas em especial do “novo evangelicalismo” de Carl Henry, Edward Carnell e Paul Jewett; professor de muitos, incluindo-se teólogos influentes como Edmund Clowney, presidente do Westminster Theological Seminary. Este livro é uma introdução muito boa ao pensamento filosófico cristão".
— D. Clair Davis
Professor de História e Teologia Sistemática
Westminster Theological Seminary (1966–2004)

A Vida na Sarjeta [*****]






Theodore Dalrymple
280 Páginas
É realizações

"Este livro é o relato pungente da vida da subclasse inglesa e das razões de as pessoas persistirem nessa vida, escrito por um psiquiatra britânico que cuida da clientela de baixa renda de um hospital de periferia e dos detentos de uma penitenciária de Londres. A percepção fundamental do Dr. Dalrymple é a de que a pobreza continuada não tem causas econômicas, mas encontra fundamento em um conjunto de fatores disfuncionais, continuamente reforçados por uma cultura de elite em busca de vítimas. O livro apresenta dezenas de relatos reveladores e verídicos que são, ao mesmo tempo, divertidos, assustadoramente horríveis e bem ilustrativos, escritos em uma prosa que transcende o jornalismo e alcança a qualidade de verdadeira literatura."